A Clínica
Profª. Fátima Major
Mestre em Educação, Psicopedagoga. Pedagoga.
Facilitadora da abordagem sistêmica fenomenológica, segundo Bert Hellinger, foco no relacionamento humano.
Possui formação internacional em Educação Sistêmica.
Atuou como docente, coordenadora e diretora pedagógica nos diversos segmentos de ensino, da Educação Infantil ao Ensino Superior.
Realiza atendimento psicopedagógico de crianças, jovens, adultos e idosos que necessitam de ajuda no processo de aprendizagem e desenvolvimento humano.
Desenvolve projetos diferenciados para idosos, pais e/ou responsáveis e orientação profissional. Possui publicações em Congressos - Seminários Científicos e artigo em revista internacional.
                                     fechar

Psicopedagogia
Definição:

Psicopedagogia é a área que estuda o processo de aprendizagem e suas dificuldades. Possui caráter preventivo e terapêutico. Preventivamente atua nos campos educacional, familiar e comunitário. No aspecto terapêutico, identifica, analisa, planeja e intervém por meio das etapas de diagnóstico e tratamento terapêutico individualizado ou em pequenos grupos.



Objetivo Institucional
a) Escolas: visa parceria para restabelecer a aprendizagem, melhorar o desempenho dos alunos e otimizar o trabalho dos professores;
b) Empresas: visa fomentar ações em relação à aprendizagem e desempenho dos funcionários na dinâmica empresarial, bem como o aprimoramento das competências cognitivas e das habilidades criativas profissionais desejadas pela organização.

Composição do trabalho psicopedagógico na clínica
1ª etapa: identificação, por meio de diagnóstico clínico, das causas dos problemas/dificuldades de aprendizagem, utilizando instrumentos e materiais específicos.
2ª etapa: tratamento. No decorrer do tratamento, são realizadas diversas atividades de acordo com a faixa etária do cliente, com o objetivo de identificar o processo de aprendizagem e, a partir disto, sanar o que causa/contribui para o não aprender.

Outras intervenções e trabalho diferenciado desta psicopedagoga
Idosos: atende, na clínica e em domicílio, pessoas idosas para estimular a memória e a aprendizagem, favorecendo a qualidade de vida.
Famílias: oferece informações às famílias (pais e/ou responsáveis) sobre as questões do desenvolvimento infantil e as intervenções que devem ocorrer nos processos de aprendizagem e suas dificuldades, possibilitando a compreensão do papel da família na condução das crianças e jovens na vida escolar.
Tipo de atendimento: atende individualmente, a casal ou a pequenos grupos sobre temas referentes ao processo educacional que causam inquietudes e dúvidas nas famílias.
Orientação profissional: diferenciadamente, auxilia jovens e adolescentes na escolha profissional.
Aluno universitário: ajuda o aluno universitário nas dificuldades de aprendizagem, desempenho acadêmico e, especialmente, na produção científica. Este trabalho, além do enfoque da dificuldade de aprendizagem, contribui para a adequada delimitação do tema, esquematização do projeto, atendimento às especificidades da metodologia científica (normas ABNT) e trabalha com os desbloqueios para escrever.


                                                    fechar

Método Sistêmico Fenomenológico (Constelação Familiar)

A Constelação Familiar é um método de ajuda baseado nos estudos do alemão Bert Hellinger, filósofo, teólogo, professor e terapeuta. Originalmente, o nome do trabalho é “Familienaufstellung”. Numa tradução literal, significa "Colocação [Representação] familiar". A tradução do verbo “stellen” para o inglês foi “constellate”. Posteriormente, a primeira tradução de uma obra para o português se originou do inglês e não do alemão, resultando na expressão “Constelação Familiar”.
Portanto, esta terminologia, “Constelação”, não tem nenhuma relação com as estrelas, esoterismo, astronomia ou algo semelhante. Trata-se de um trabalho sistêmico fenomenológico que possibilita uma nova e diferente percepção das questões trazidas pelas pessoas (clientes).
A abordagem sistêmica é fundamentada em três leis, denominada também como as três leis do amor: a hierarquia (refere-se à ordem de chegada); o pertencimento (trata-se do vínculo) e o equilíbrio (refere-se ao dar e tomar/receber). Assim, quando estas leis são desrespeitadas numa família possibilitam compensações que atuam nos seus membros, tais como: enfermidades, conflitos familiares, separações, depressões, problemas nos relacionamentos (maternal-paternal, amoroso e profissional), transtornos físicos e psíquicos, dificuldades financeiras e outras.
  Atualmente, o método sistêmico fenomenológico é aplicado em diferentes contextos: clínico, educacional (escola-universidade) e empresarial.


Composição do atendimento – terapia sistêmica:
- Atendimento individual e/ou pequenos grupos;
- Workshop (reunião de um grupo de pessoas interessadas na percepção das questões – queixas pessoais e familiares à luz do método sistêmico fenomenológico).


                                                    fechar

Pedagogia Sistêmica

O trabalho e as percepções de Hellinger por meio da abordagem sistêmica fenomenológica possibilitaram a inserção desse novo paradigma à área educacional. O método foi incorporado à prática pedagógica por diversos professores, especialmente por Mariane Franke-Gricksh, professora, pedagoga e terapeuta alemã, e tem apresentado contribuições relevantes e fundamentais para o sistema educacional. Na última década, a abordagem sistêmica aplicada à educação tem sido desenvolvida em vários países do mundo, especialmente no México e na Espanha.
No Brasil, ainda é um trabalho pouco conhecido e divulgado. Porém, as iniciativas realizadas em diferentes cidades do país apresentam resultados significativos para a estrutura educacional, agregam-se às propostas das escolas e favorecem o relacionamento entre pais, alunos e professores - escola.
O conhecimento e aplicação da Pedagogia Sistêmica propicia a percepção diferenciada da relação família-escola-aprendizagem, tendo em vista que se evidenciam questões referentes ao respeito aos sistemas familiares, educativos e institucionais.

 

Propostas de trabalho, enfocando a Pedagogia Sistêmica
  O contato com a abordagem sistêmica fenomenológica na educação acontece por meio de:
- Encontros com gestores e professores: enfoque nas questões da prática pedagógica e nas problemáticas do contexto escolar, contribuindo para inovar a atuação docente e a qualidade no processo de aprendizagem.
- Workshops: direcionados aos pais, professores, gestores e equipe técnico–administrativa (trata-se da reunião de um grupo de pessoas interessadas na percepção das questões/queixas educacionais trazidas e percebidas à luz do método sistêmico fenomenológico).


                                                    fechar

Especialidades
Parcerias
Localização
 
Notícias
Contato
Fotos
   
Criação de Sites